Curtindo a presidência adoidado

Em três anos e cinco meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) aproveitou uma série de feriadões, folgas autoconcedidas e dias de expediente normal para converter em lazer ou praticar atividades sem relação exata com o cargo que ocupa.

Temporadas nos litorais paulista, catarinense e baiano, idas a jogos de futebol, “motociatas”, cavalgadas, “jeguiatas”, “lanchaciata” e afins produziram uma profusão de imagens do presidente conduzindo jet skis, motos, cavalos, se divertindo em camarotes de estádios de futebol, parques de diversão, restaurantes ou aproveitando um dia de sol nas praias do litoral brasileiro.

Um desses dias de lazer ocorreu em maio de 2020, quando passeou de jet ski no Lago Paranoá, em Brasília, no mesmo dia em que o país superava a barreira de 10 mil mortos pela Covid (hoje são mais de 660 mil), o que motivou decretação de luto pelas cúpulas do Legislativo e do Judiciário.

De acordo com a mais recente pesquisa do Datafolha, 48% da população reprovam a sua gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.