Desembargador manda soltar Milton Ribeiro e pastores presos na Operação Acesso Pago

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, cassou a prisão preventiva do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, decretada no âmbito da investigação sobre o ‘gabinete paralelo’ no MEC, com favorecimento de pastores na distribuição de verbas – caso revelado pelo Jornal Estado de São Paulo.

⁣O magistrado ainda estendeu os efeitos da decisão aos outros quatro presos da Operação Acesso Pago – Gilmar Santos, Arilton Moura, Helder Diego da Silva Bartolomeu e Luciano de Freitas Musse. A decisão tem validade até a Terceira Turma da corte analise o mérito do habeas corpus impetrado pela defesa do aliado do presidente Jair Bolsonaro.⁣

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.