Ceará terá com 6.821.467 eleitores(as) aptos a votar

A exatos cem dias do primeiro turno, a coordenadora de Eleições do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Edna Saboia, concedeu entrevista coletiva quinta-feira (23/6), na sede do TRE. A coordenadora tratou de diversos temas relativos às Eleições Gerais 2022, incluindo combate à desinformação, biometria, convocação de mesários(as), orçamento e dados gerais do pleito. Edna Saboia divulgou o Programa de Enfrentamento à Desinformação, destacando os principais canais da Justiça Eleitoral nesse combate: o portal Fato ou Boato do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Frente Nacional de Enfrentamento à Desinformação, o recém-lançado Sistema de Alerta de Desinformação contra as Eleições e a Assistente Virtual do TSE.

Atualmente, o Ceará conta com 6.821.467 eleitores(as) aptos a votar. Em 11 de julho, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgará a quantidade final do eleitorado apto após o processamento de todos os requerimentos do final do período de regularização, que ocorreu em 4 de maio. Neste pleito, aqueles que já têm cadastrados os dados biométricos pela Justiça Eleitoral serão habilitados a votar através de biometria. Os demais deverão assinar os cadernos de votação, assim como ocorreu nas eleições de 2020.

Ressalta-se que o TSE suspendeu, para estas eleições, o efeito do cancelamento de títulos de pessoas que não compareceram à revisão do eleitorado do ciclo de 2019. Logo, essas pessoas poderão votar. O TRE-CE utilizará 25.063 urnas eletrônicas. Do novo modelo, de 2020, serão 10.424 equipamentos.

O(a) eleitor(a) poderá se cadastrar, entre 18 de julho e 18 de agosto, para votar em cidade diferente do seu domicílio eleitoral. Esse voto em trânsito só ocorrerá em municípios com mais de 100 mil eleitores. Se o eleitor escolher outra cidade para votar que seja no seu mesmo estado, poderá votar para todos os cargos. Se for em estado distinto, só poderá votar para o cargo de presidente. Não há voto em trânsito para eleitores(as) do exterior.

Também entre 18 de julho e 18 de agosto, determinados(as) eleitores(as) que estejam em trânsito também poderão solicitar a mudança temporária de seção eleitoral. São eles(as): presos(as) provisórias e adolescentes em unidades de internação; militares, agentes de segurança públicas e guardas municipais em serviço; com deficiência ou mobilidade reduzida; pertencentes às populações indígenas, quilombolas e comunidades remanescentes; mesários(as) e convocados(as) para apoio logístico; juízes(as) e promotores(as) eleitorais e servidores(as) da Justiça Eleitoral.

Em 2022, o orçamento geral para as eleições é de R$ 24.745.709,47. Os maiores gastos ocorrem no pagamento de ajuda de custos de mesários(as) e na contratação de terceirizados e transportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.