40% das brasileiras ainda não têm voto fixo e grupo pode definir eleições, diz pesquisa

O total de 40% de brasileiras ainda não têm voto fixo em um candidato à presidência da República em 2022, de acordo com a pesquisa Genial/Quaest. O grupo, que alega que “pode mudar de presidenciável caso algo aconteça”, pode definir as eleições presidenciais no Brasil, ainda conforme o levantamento.

Os dados detalham que 50% das mulheres pretendem votar no ex-presidente Lula, enquanto 22% têm intenção de voto no presidente Jair Bolsonaro, que disputa a reeleição.

A respeito das preocupações das eleitoras, a pesquisa destaca como resultado a economia (43%), a saúde/pandemia (17%), as questões sociais (13%), a corrupção (9%) e a violência (8%). Para 8% delas, outros fatores não listados são preocupantes e 2% não souberam responder ou não responderam.

Ainda segundo o levantamento, 51% das mulheres consideram a gestão Bolsonaro negativa e 65% acham que o presidente errou mais do que acertou durante a pandemia do novo coronavírus. Para 51% das entrevistadas, as chances de voto em um candidato que viesse a defender publicamente o direito ao aborto cairiam.

A pesquisa quantitativa da Genial/Quaest foi feita com 2.000 mulheres. Dados como idade, escolaridade, renda familiar, religião e se as eleitoras recebem o benefício do Auxílio Brasil foram levados em consideração. A margem de erro estima de dois pontos percentuais para mais ou para menos, conforme a Genial/Quaest.

Fonte: CNN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.