Administração da Santa Casa adia prazo para interrupção dos atendimentos por 30 dias

A administração da Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) adiou o prazo para a interrupção dos seus serviços à população, marcado para o dia 06/07. O prazo foi estendido para 30 dias, decorrente de uma renovação contratual do hospital com o poder público, anunciado na manhã desta segunda-feira (04/07), durante reunião da administração com os coordenadores dos serviços do hospital.

É importante destacar que a Santa Casa recebeu na última sexta-feira (01/07) a visita da secretária interina da Saúde do Estado do Ceará, Dra. Tânia Mara Silva Coelho, que juntamente com a sua equipe destacou o bom trabalho que vem sendo realizado pelo hospital.  Na ocasião, a gestora estadual conheceu os serviços assistenciais da unidade que atende a população de mais de 50 municípios da Região Norte, sendo a maior prestadora de serviço de saúde ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Ceará, comprometendo-se em ajudar o hospital.

Isto posto, serão liberado recursos que estavam aguardando pagamento e isso deverá desafogar a situação financeira da Santa Casa. Foi informado que na semana passada entrou recurso para pagamento dos médicos, fisioterapeutas e alguns fornecedores. Em relação à folha de pagamento dos funcionários está sendo realizado um trabalho para angariar a receita necessária para que os salários possam ser pagos em dia este mês.

Nesta segunda-feira (04/07), à tarde, haverá uma reunião com a equipe da prefeitura para rever a contratualização e elaborar um contrato provisório de prestação de serviços, por mais 30 dias. Cabe ressaltar, que o novo prazo, além de aliviar a tensão da população, permite a revisão da oferta de serviços, ajustes de metas, aplicabilidade de recursos, entre outros aspectos.

Na terça-feira (05/07), haverá uma outra reunião em Fortaleza com o gestores do Estado, para que seja discutida e resolvida, em definitivo, a situação financeira do hospital. A prorrogação do prazo, entretanto, não é dada como certa e a decisão não é definitiva, pois pode haver, sim, a paralisação dos atendimentos hospitalares, caso os órgãos públicos não entrem em um acordo.

Enfim, que as partes envolvidas resolvam consensualmente a grave situação da assistência pública à saúde de média e alta complexidade que agora se apresenta, com a possível interrupção de atendimentos na Santa Casa.

Fonte: Blog Encontro Com a Saúde

Um comentário em “Administração da Santa Casa adia prazo para interrupção dos atendimentos por 30 dias”

  1. Caro Rubens:
    Agradeço a repostagem da matéria, mas só queria lhe passar aqui a postagem atualizada com umas correções de datas, que de fato na hora da postagem em não percebi (datas de meses já passados) e isto pode causar dúvidas aos leitores. Agradeço-lhe a gentileza e a observância:
    A administração da Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) adiou o prazo para a interrupção dos seus serviços à população, marcado para o dia 06/07. O prazo foi estendido para 30 dias, decorrente de uma renovação contratual do hospital com o poder público, anunciado na manhã desta segunda-feira (04/07), durante reunião da administração com os coordenadores dos serviços do hospital.

    É importante destacar que a Santa Casa recebeu na última sexta-feira (01/07) a visita da secretária interina da Saúde do Estado do Ceará, Dra. Tânia Mara Silva Coelho, que juntamente com a sua equipe destacou o bom trabalho que vem sendo realizado pelo hospital. Na ocasião, a gestora estadual conheceu os serviços assistenciais da unidade que atende a população de mais de 50 municípios da Região Norte, sendo a maior prestadora de serviço de saúde ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Ceará, comprometendo-se em ajudar o hospital.

    Isto posto, serão destinadas verbas que estavam aguardando liberação e isso deverá desafogar, momentaneamente, a situação financeira da Santa Casa. Foi informado que na semana passada entrou recurso para pagamento dos médicos, fisioterapeutas e alguns fornecedores. Em relação à folha de pagamento dos funcionários está sendo realizado um trabalho para angariar a receita necessária para que os salários possam ser pagos em dia este mês.

    Nesta segunda-feira (04/07), à tarde, haverá uma reunião com a equipe da prefeitura para rever a contratualização e elaborar um contrato provisório de prestação de serviços, por mais 30 dias. Cabe ressaltar, que o novo prazo, além de aliviar a tensão da população, permite a revisão da oferta de serviços, ajustes de metas, aplicabilidade de recursos, entre outros aspectos.

    Na terça-feira (05/07), haverá uma outra reunião em Fortaleza com o gestores do Estado, para que seja discutida e resolvida, em definitivo, a situação financeira do hospital. A prorrogação do prazo, entretanto, não é dada como certa e a decisão não é definitiva, pois pode haver, sim, a paralisação dos atendimentos hospitalares, caso os órgãos públicos não entrem em um acordo.

    Enfim, que as partes envolvidas resolvam consensualmente a grave situação da assistência pública à saúde de média e alta complexidade que agora se apresenta.

    Créditos da Matéria: Editoria Exclusiva Blog Encontro Com a Saúde

    Editoria Blog Encontro Com a Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.