TCU afirma que a segurança das urnas durante as eleições está garantida

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) afirmaram que, até o momento, não há nenhum risco relevante à realização das eleições neste ano. A declaração foi feita após a aprovação de uma auditoria de técnicos da corte para identificar possíveis riscos ao processo.

De acordo com a análise, os procedimentos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão condizentes com as boas práticas internacionais e, portanto, podem garantir a segurança da votação.

Segundo o relator do processo, Bruno Dantas, o TSE tem aperfeiçoado a segurança interna do sistema eleitoral, porém, o sucesso do procedimento também depende da “articulação com outras instituições e com a sociedade, especialmente para que sua execução e conclusão sejam pacíficas”.

O TCU também informou que o Tribunal Superior estabeleceu um mecanismo de gestão de riscos adequado para impedir a interrupção das eleições e dar continuidade a elas em tempo hábil caso ocorra algum incidente, falha ou desastre.

Esta é a terceira fase de auditorias elaboradas pelo TCU para avaliar os mecanismos de votação eletrônica. As outras instâncias do processo também julgaram a auditabilidade, ou seja, a capacidade de fornecer informações, e a confiabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.