“O lulismo pariu Bolsonaro” diz Ciro em convenção do PDT

Ciro Gomes foi oficializado pelos 250 presentes no local da Convenção do PDT e pelos 30 que acompanharam o evento remotamente, por unanimidade, para ser o candidato da sigla em 2022.

Ciro não fugiu à sua retórica e afirmou que o “lulismo pariu Bolsonaro” e que o país chegou à atual situação porque esquerda e direita são “cúmplices do mesmo modelo” e incapazes de propor uma saída.

“O Brasil vive a pior crise de sua história e dois dos principais responsáveis por ela estimulam uma polarização vulgar, personalista e odienta, um alimentando o outro. Um agredindo moralmente o outro, reduzindo tudo a uma trágica e ridícula disputa pessoal”, criticou o agora candidato.

“Essa polarização odienta, despolitizada e apaixonada não produz diagnósticos para os nossos problemas. Não constroem soluções, apenas xingamentos morais e ideológicos. Os dois disputam entre si quem é o mais corrupto, quem é o mais autoritário, quem é o mais fascista ou quem é o mais comunista”, pontuou o presidenciável. “Parece que nós estamos nas antecedências da Segunda Guerra Mundial”, disse Ciro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.