PTB deixa Capitão Wagner e deve lança candidatura própria ao Governo do Ceará

O Partido Trabalhista Brasileiro anunciou na noite quarta-feira, 20, a saída do arco de alianças do pré-candidato ao Governo do Ceará, Capitão Wagner (União Brasil). A informação foi repassada ao portal O Intrigante pelo ex-vereador de Fortaleza e membro da executiva do partido, Adriano Bento.

O diretório estadual do PTB pretende lançar candidatura própria, ao Governo do Estado e Senado.

Segundo informações de dirigentes do partido, a decisão foi tomada por conta da indefinição de Wagner em apoiar o presidente Bolsonaro e o pré-candidato ao Senado Pastor Paixão. Como também a falta de diálogo como a executiva petebista.

COMPROMISSO

O PTB já tinha decidido apoiar à pré-candidatura de Capitão Wagner ao Governo do Ceará no último dia 4 de julho. O aval teria sido dado pelo atual presidente nacional da sigla, Kassyo Ramos, que esteve em Fortaleza para o anúncio. A Convenção Estadual do PTB, que estava marcada para o dia 30 de julho foi adiada.

SEGUNDO TURNO

O pré-candidato a deputado estadual e dirigente do PTB, Adriano Bento revelou ao O Intrigante, que caso o partido não tenha êxito na disputa para Governo do Estado, a sigla estará aberta para negociações com os dois postulantes do segundo turno. Só não apoiará o candidato do PT, caso chegue na reta final da eleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.