Arthur Lira é o principal fiador do projeto bolsonarista

Arthur Lira fez escola no golpismo político de Eduardo Cunha, de quem foi aprendiz enquanto ainda era um deputado sem projetos do baixo clero. Foi durante a presidência de Cunha que ele entendeu como um presidente da Câmara pode desrespeitar o regimento interno, chantagear o governo, comandar a distribuição de emendas do orçamento entre aliados e fazer manobras para garantir o interesse do centrão.⁠

⁠Depois de aprender, Lira botou em prática. Enquanto Bolsonaro e as Forças Armadas têm se dedicado a questionar as eleições, ele opera uma série de golpes na Câmara para tentar garantir a reeleição dos bolsonaristas nas urnas. O presidente da Câmara é o principal fiador do projeto bolsonarista. Ele tem o Orçamento Secreto, que lhe dá o poder de manter o Centrão unificado e fiel ao bolsonarismo.⁠

⁠Arthur Lira é, hoje, o homem mais poderoso da República. Com o presidente comendo em sua mão e o Centrão no bolso, o todo-poderoso presidente da Câmara sente-se à vontade e ignora qualquer possível obstrução por parte da oposição. Para o professor e pesquisador da UERJ João Cezar de Castro Rocha, o show diário de falas absurdas de Bolsonaro tem justamente o objetivo de tirar o foco dos absurdos comandados por Lira nas votações da Câmara.⁠

Fonte: The Intercept Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.