Com dois anos de atraso, coleta do censo demográfico começa nesta segunda-feira, 1º de agosto .

A pandemia da Covid-19 e as crises na destinação de recursos para a realização do Censo Demográfico adiaram em dois anos a realização da pesquisa.

Após o atraso, recenseadores treinados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciam, nesta segunda-feira (1º/08), a coleta de dados do maior e mais importante estudo sobre a população brasileira.

De acordo com o IBGE, a previsão é que sejam visitados 75 milhões de domicílios até o início de novembro. O instituto estima que, para coletar dados suficientes sobre a condição de vida dos brasileiros, será necessário percorrer mais de 8,5 mil quilômetros quadrados pelos quatro cantos do país.

“Os primeiros resultados do Censo 2022 estão previstos para serem divulgados ainda no fim deste ano. Outras análises e cruzamentos de dados serão divulgados ao longo de 2023 e 2024”, informou o IBGE.

Serão aplicados dois questionários: o básico, com 26 questões; e o de amostra, com 77 perguntas mais detalhadas. A abordagem da população será presencial, pela internet ou por telefone.

Nas duas últimas alternativas, o recenseador visitará o cidadão e fará um cadastro de e-mail e celular no sistema do instituto.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.