Estudo mostra quais são as cidades mais ricas do Ceará

Levantamento divulgado nesta terça-feira (16) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica (Ipece) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, mostrou a participação dos 184 municípios cearenses na riqueza produzida pelo estado do Ceará. Os dados se referem ao ano fiscal de 2018.

Fortaleza segue na lideranças disparada em relação aos demais municípios somando R$ 67 bilhões em 2018, 43% do PIB do Estado. Os números mostram uma descentralização das riquezas de Fortaleza para o restante do Estado, mas as cidades mais ricas ainda estão, sobretudo, na Região Metropolitana.

Top 10: as maiores economias do Estado

  1. Fortaleza (R$ 67 bilhões)
  2. Maracanaú (R$ 10,4 bilhões)
  3. Caucaia (R$ 5,07 bilhões)
  4. Juazeiro do Norte (R$ 4,8 bilhões)
  5. Sobral (R$ 4,7 bilhões)
  6. São Gonçalo do Amarante (R$ 4,22 bilhões)
  7. Eusébio (R$ 2,47 bilhões)
  8. Aquiraz (R$ 1,9 bilhão)
  9. Horizonte (R$ 1,7 bilhão)
  10. Itapipoca (R$ 1,6 bilhão)

O estudo divulgou ainda as cidades com o maior PIB per capita (divisão do PIB pelo número de habitantes) do Ceará. O principal destaque é São Gonçalo do Amarante, com R$ 87,08 mil. O município cearense ficou entre os 100 maiores PIBs per capita do País (95ª colocação).

Veja o ranking:

  1. São Gonçalo do Amarante (R$ 87,08 mil)
  2. Eusébio (R$ 46,8 mil)
  3. Maracanaú (R$ 46,2 mil)
  4. Horizonte (R$ 25,7 mil)
  5. Fortaleza (R$ 25,3 mil)
  6. Aquiraz (R$ 24,6 mil)
  7. Penaforte (R$ 23,5 mil)
  8. Sobral (R$ 23,1 mil)
  9. Quixeré (R$ 19,1 mil)
  10. Pereiro (R$ 18,9 mil)

Em contrapartida, cidades como Pires Ferreira, Tejuçuoca, Caridade, Catarina e Itatira, apresentam os menores níveis de atividade econômica per capita do Estado.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.