Oitenta vagas em residência fortalecem saúde no Interior; profissionais iniciam atuação em março

A regionalização dos serviços de saúde nos 184 municípios cearenses é uma das ações prioritárias da Plataforma de Modernização da Saúde do Governo do Ceará. Alinhada a este propósito, a Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE) realiza a ampliação de 80 novas vagas em residência médica dentro do Programa Ampliares: Ampliação e Regionalização das Residências em Saúde. A previsão é de que os médicos residentes que participaram do edital de seleção da Residência Médica 2021 comecem a atuar nas macrorregiões do Cariri, Norte, e Sertão Central já em março deste ano.

Lançado em dezembro de 2020, o Ampliares vai promover a integração ensino-serviço alinhada à regionalização das redes de atenção do Estado. O projeto foi aprovado pela Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação (MEC) e realizará a formação de profissionais que fortalecerão a rede de atenção a partir das suas necessidades regionais.

Atualmente, as cidades de Juazeiro do Norte, Iguatu e Caucaia contam com programa de residência médica vinculados à ESP/CE. Além dessas localidades, deverão ser incorporados ao programa os municípios de Sobral, Itapipoca, Icapuí, Limoeiro do Norte, Quixeramobim e Barbalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.