Cid Gomes volta a criticar negacionismo de Bolsonaro e pede urgência na CPI da Covid

O senador Cid Gomes (PDT-CE) voltou a criticar o negacionismo e a irresponsabilidade de Bolsonaro na gestão da pandemia no Brasil e pediu ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que instale com urgência a CPI da Covid. “Nosso sistema brasileiro de saúde está à beira de um colapso e não podemos mais assistir a isso de forma pacífica. Esse presidente da República inconsequente, irresponsável, despreparado precisa ter um alerta para que não cometa mais tais absurdos e fique repetidas vezes negando um mal que o mundo inteiro teme e reconhece”, defendeu, durante a sessão do Senado desta terça-feira (02/03).

Cid lembrou que o requerimento para a instalação da CPI atende aos requisitos regimentais e que “há um sentimento majoritário no Senado Federal pra que seja instalada de forma urgente a CPI”. O objetivo da CPI é apurar ações e omissões do Governo Federal em relação à Covid, especialmente a falta de oxigênio no estado do Amazonas. “O que aconteceu em Manaus é a só a ponta do iceberg do que está acontecendo no Brasil”, ressaltou Cid.

O senador mostrou-se ainda indignado com as aglomerações causadas por Bolsonaro, durante a visita ao Ceará, no último dia 26 de fevereiro. Segundo ele, no mesmo dia em que recebeu inúmeros apelos para a transferência de pacientes que necessitavam de um leito de UTI para não morrer, Bolsonaro promoveu aglomerações e desrespeitou as medidas sanitárias em vigor no Ceará. “Achando pouco o que fez, ele ainda criticou autoridades estaduais que estão lutando de todas as formas pra evitar que esse vírus possa se espalhar”, lamentou.

Cid finalizou fazendo novamente um apelo ao senador Pacheco e disse reconhecer sua serenidade e sua vontade de que o Senado tenha paz. No entanto, lembrou: “os brasileiros não estão tendo paz com esse presidente da República inconsequente e irresponsável”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.