MPCE recomenda a 41 municípios fiscalização de atestados e priorização da vacina em grupos de risco

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) já recomendou, desde a última semana, que 41 municípios e suas Secretarias de Saúde adotem medidas para priorizar a imunização de grávidas, puérperas, idosos, pessoas com comorbidades e com deficiência. Entre as orientações está a implementação, por parte da administração municipal, de fiscalização para evitar burla na descrição de comorbidades. Para isso, é exigida apresentação de atestado médico e, nos locais de vacinação, os Municípios devem disponibilizar equipe médica para verificar, por amostragem e de forma aleatória, a confirmação da comorbidade.

Os 32 municípios que receberam a recomendação até a semana passada foram Acaraú, Amontada, Aracati, Barbalha, Baturité, Camocim, Caucaia, Croatá, Eusébio, Frecheirinha, Graça, Guaraciaba do Norte, Iguatu, Independência, Itaiçaba, Itapipoca, Jaguaruana, Jati, Juazeiro do Norte, Madalena, Mauriti, Miraíma, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Morada Nova, Penaforte, Porteiras, Quixelô, São Benedito, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte e Viçosa do Ceará.

Nesta segunda-feira (17/05), receberam o procedimento outros 9 municípios, totalizando 41: Barroquinha, Brejo Santo, Campos Sales, Chaval, Crato, Forquilha, Salitre, São Luís do Curu e Sobral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *