Bolsonaro volta a atacar as urnas eletrônicas e diz que poderá não disputar a eleição

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer ameaças e a lançar suspeitas contra o sistema eleitoral, na segunda-feira (19), sem apresentar qualquer evidência. Bolsonaro disse não acreditar que a proposta de voto impresso seja aprovada na Câmara e chegou a sugerir que, se o sistema eletrônico de votação não for substituído, pode abrir mão de concorrer à reeleição, em 2022.

“Eu entrego a faixa para qualquer um, se eu disputar a eleição. Se eu disputar, eu entrego a faixa para qualquer um, mas numa eleição limpa. Agora, participar de uma eleição com essa urna eletrônica…”, disse ele. Bolsonaro lançou ataques nas duas vezes em que interagiu com apoiadores, nesta segunda. “Quem for contar o voto não pode ser aqueles que tiraram o Lula da cadeia.”

Há exatamente uma semana, ele havia se reunido com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, e ouvido pedidos para que cessasse ataques ao Tribunal Superior Eleitoral. No Alvorada, uma apoiadora perguntou se o presidente estava desanimado. Bolsonaro respondeu que, na verdade, está “sem paciência”.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *