Ciro Gomes ameaça deixar campanha caso PDT não mude posição em relação a PEC dos Precatórios

Pré-candidato à presidência da República em 2022, Ciro Gomes (PDT), ameaçou abandonar a campanha caso o partido ao qual é filiado, o PDT, não reveja a posição em relação à PEC dos Precatórios, aprovada na madrugada desta quinta-feira (4) em primeiro turno na Câmara dos Deputados. Houve bancada que ficou dividida na votação, como aconteceu com o PDT, de Ciro Gomes.

O partido orientou o voto “sim”, a favor da PEC, mas seis deputados votaram contra. Outros 15 foram favoráveis ao texto. Três não votaram.

“Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios”, escreveu.

Segundo Ciro Gomes, a pré-candidatura dele ficará em suspenso até que o PDT decida rever a posição do partido. A mim só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *