Para matricular filha de Bolsonaro, Exército muda status militar do presidente

Para matricular a filha do presidente Jair Bolsonaro no Colégio Militar de Brasília sem passar por processo seletivo, o Exército mudou o status do chefe do Poder Executivo de capitão reformado para capitão da reserva.

Ao jornal, o Exército afirmou que “foram satisfeitas as condições estabelecidas” na legislação vigente, “considerando que o requerente é capitão da reserva do Exército brasileiro, foi diplomado e empossado como presidente da República do Brasil, tendo fixado residência na cidade de Brasília”.

De acordo com a publicação, as  portarias que definem as regras para ingresso nos colégios militares do Exército não fazem menção explícita a dependentes de militares reformados, como é o caso de Bolsonaro.

“A condição de militar da reserva ou reformado em nada altera os direitos previstos no Regulamento dos Colégios Militares (R-69)”, disse o Exército ao jornal.

Laura Bolsonaro ingressará na unidade de ensino no ano letivo de 2022.

Fonte: Folha de S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *