Os vexames de Bolosonaro

O homem que ocupa a presidência tomou vaia e ouviu xingamentos no domingo (28.11) enquanto brincava de policial. “Noivinha”, gritou uma mulher. E foi presa. Quem passou pela Via Dutra (SP) por volta das nove da manhã de domingo não acreditou que Jair Bolsonaro, detentor do maior cargo do país, estava vadiando.

O Brasil cheio de problemas e ele passou um tempão na beira da estrada brincando de patrulheiro, como se fosse o ser humano mais popular do planeta. Alguns o saudaram, mas a maioria xingou, enquanto ele se fingia de surdo. Até que uma mulher o chamou de “noivinha do Aristides”.  Jair ficou furioso.

Num gesto jamais feito por qualquer presidente, ele mandou a PRF prender a mulher! Ela foi levada para uma delegacia, e lá foi lavrado um boletim. “Ela berrou palavras de baixo calão como filho da p… em atitude de desrespeito”, consta da ocorrência.

E a equipe da PRF entregou Jair: “fizemos a devida abordagem mediante determinação do próprio Sr. Presidente”, anotação colocada no boletim. A mulher, cuja identidade não foi divulgada, não ficou presa, mas terá que se apresentar à justiça qualquer dia desses, para se explicar.

QUEM É ARISTIDES

Foi um sargento que teria sido instrutor de judô  à época em que Jair Bolsonaro cursou a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). Ele e Bolsonaro eram muito próximos revelou no passado o ex-ministro Jarbas Passarinho, falecido em 2016. Jarbas foi íntimo da ditadura.

QUEM ESTÁ NA FOTO

Não é Bolsonaro nem Aristides. Essa foto é muito antiga. Pertence ao acervo do site Homo History, dos EUA sobre comunidades LGBT no mundo. Entre as muitas imagens tem as de militares das Forças Armadas americanas que são gays.

A foto da postagem indica que embora fosse proibido, sempre houve gays no Exército dos EUA.

Sim, um dos soldados da foto parece um pouco com Bolsonaro, mas sites de checagem confirmam que não é o presidente, nem o Sgt. Aristides.

UMA CURIOSA CONSTATAÇÃO

Bolsonaro é o rei das piadas homofóbicas, e ele e seus filhos têm problemas sérios que nenhum esconde acerca da sexualidade alheia. Virou meme a história da “noivinha do Aristides”, pelo fato de Bolsonaro ter-se irritado com isso. E trend topic no Twitter desde domingo (28/11).

Uma lição (e castigo) ficam: quem acredita em mamadeira de piroca, tem a obrigação de crer que Aristides tem ou teve uma “noivinha”…

FOTOS

Primeira – não é montagem, e não é Bolsonaro, mostra dois soldados dos EUA. Desconhecidos.

Segunda – único presidente da história que tira um domingo para brincar de patrulheiro…

Por Claudio Teran, via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.