Pré-candidato a presidente, Rodrigo Pacheco deve entrar na mira de Bolsonaro

O presidente do Congresso Nacional Rodrigo Pacheco (PSD-MG), deve entrar na mira do presidente Jair Bolsonaro, após fazer um discurso, em Brasília (DF), na convenção nacional da agremiação, deixando nas entrelinhas como bom mineiro, que vai enfrentar a polarização Lula-Bolsonaro.

“Convocado a essa missão de servir ao PSD, o faço na condição de presidente do Senado e do Congresso Nacional. Em relação às eleições de 2022, estarei de corpo, alma, mente e coração a serviço do partido e a serviço do Brasil”, disse Pacheco.

Ainda como bom mineiro Pacheco também fez críticas nas entrelinhas ao Governo Federal:

“O que estamos vivendo hoje é um radicalismo, um extremismo, uma cultura de ódio que está acabando com o Brasil e que precisamos conter”, disse. “É muito difícil nós fazermos um caminho de solução desses problemas sem um planejamento sereno, equilibrado e que possa ouvir todas as vertentes”, disse Pacheco sem citar o nome de Bolsonaro, se bem que não precisava, o recado foi direcionado.

Bolsonaro agora casado com o PL deve direcionar sua artilharia contra Pacheco, com receio que o mesmo possa inviabilizar pautas no Congresso que prejudique seus planos para as eleições de 2022.

(com Agências)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.