Ceará vive epidemia de síndromes gripais e Influenza A H3N2 prevalece

Além da pandemia global causada pelo coronavírus, o Ceará é mais um estado brasileiro a registrar surto de gripe. De acordo com a secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde (Sesa), Ricristhi Gonçalves, alguns pontos do Estado já vivem uma epidemia. “A gente já pode considerar que há uma epidemia de síndromes gripais e a que está prevalecendo é a Influenza A H3N2.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em 2021 é trivalente e contempla três cepas do vírus: a H1N1, a H3N2 e a Influenza B. Entretanto, no caso da H3N2, há uma nova cepa do vírus circulando pelo Brasil, a Darwin, que não consta nos imunizantes disponibilizados neste ano.

A recomendação atual para quem apresenta sintomas gripais é a de realizar um teste de Covid-19. O tratamento inicial deve ser feito em casa, segundo recomendação da Sesa, e a ida para as emergências hospitalares deve ser destinada para grupos mais vulneráveis, como idosos, crianças, grávidas, puérperas e imunossuprimidos, ou para quem apresenta sintomas mais graves como falta de ar, dor no peito ou cansaço excessivo.

Dentre as recomendações da Sesa para quem possui algum sintoma gripal, desde que não apresente nenhum agravamento da doença, estão: autoquarentena, uso contínuo de máscara, além da ingestão de bastante água.

Fonte: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *