Papa Francisco pede de que pais não condenem seus filhos por conta da orientação sexual

Durante audiência semanal do Vaticano realizada nesta quarta-feira (26/01), o papa Francisco fez um apelo para que pais não condenem seus filhos devido à orientação sexual. O pontífice já havia dito, em outra ocasião, que pessoas LGBTQIA+ têm o direito de serem acolhidas por suas famílias. Francisco falava sobre a dificuldade que os pais podem enfrentar na criação dos filhos quando elencou a importância de “não se esconder atrás de uma atitude de condenação” diante da orientação sexual. Francisco também disse que, embora a Igreja Católica não aceite uniões entre pessoas do mesmo sexo, a instituição pode e deve apoiar leis de união civil destinadas a dar a esses casais direitos igualitários em áreas como acesso a saúde e compartilhamento de bens.

Fonte: Folha.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.