PSD cogita apoio a Ciro Gomes

O pré-candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT), se encontrou na quarta-feira (06/04) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Ciro Gomes vê no PSD um potencial aliado de centro, já que o partido não tem um nome natural para manter a promessa de candidatura própria. O encontro foi articulado pelo Senador Cid Gomes.

Com a saída de Sergio Moro (União Brasil) da disputa presidencial, Ciro se consolida como única alternativa viável à polarização entre Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT). O próprio Pacheco desistiu da possibilidade de sair como candidato e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) acabou não se filiando à sigla.

Agora, a pressão na bancada do PSD é para que o partido abandone o discurso de candidatura própria. Nesse contexto, Ciro Gomes aposta em uma possibilidade de avanço nas conversas para uma aliança em outubro.

Ciro tem como aliado importante o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), que fez campanha para a candidatura presidencial do PDT nas últimas eleições.

MOVIMENTAÇÕES

Além do PSD, Ciro Gomes vem mantendo conversas com o União Brasil. O presidenciável jantou recentemente com o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), e conta com a simpatia de nomes importantes como o do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto.

Gilberto Kassab, do PSD, e Luciano Bivar, do União Brasil, viraram personagens muito cortejados pelos pré-candidatos.

São dois partidos de centro, com estrutura, recursos, capilaridade pelo país – e sem um nome natural para disputar à presidência.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.