Cid diz que é possível conversar com a terceira via desde que se apresente um projeto além da negação a Lula e Bolsonaro

O Líder do PDT no Senado, Cid Gomes disse que é possível conversar com os partidos da chamada terceira via para uma composição em outubro desde que se apresente um projeto de Brasil, além da negação aos nomes de Lula e Bolsonaro.

“Hoje, o maior ponto de convergência é exatamente aquilo que eu condeno, é a negação ao Lula e ao Bolsonaro”, afirmou o senador em entrevista ao Broadcast Político. “Com todo respeito, qual é o projeto da Simone do MDB? Onde conflita com o do Ciro e por que não conversamos? Qual é o projeto do União Brasil, que não nem tem candidato? Tem alguma afinidade com o que Ciro defende ou é só uma negação ao Lula e ao Bolsonaro?”

Cid ainda defende Ciro como o único presidenciável que tem um projeto para o País além da negação ao presidente Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O grupo formado por MDB, União Brasil e PSDB deve anunciar a decisão de lançar um candidato único à Presidência. Por enquanto, caciques desses partidos veem Ciro fora da composição, mas o presidenciável do PDT quer avançar em uma negociação, sem abrir mão da cabeça de chapa.

Segundo o senador existe uma parcela de até 12% do eleitorado que vota em Lula pelo simples fato da rejeição ao Bolsonaro. “É mais fácil para o Ciro tirar o lugar do Bolsonaro e enfrentar o Lula. O Bolsonaro é o candidato marcado para morrer,” defende Cid Gomes

Fonte: Ceará Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.