Ministério Público vai investigar vereador Sebastião Neto, de Forquilha, por homofobia

O vereador Sebastião Neto (PSB) será investigado pelo Ministério Público, por crime de homofobia contra o colega Eliezer Siqueira (PSD), presidente da Câmara Municipal de Forquilha.

No debate sobre o reajuste do salário dos professores em 33,24%, o vereador Sebastião Neto, que faz oposição ao prefeito Edinardo Filho partiu para o ataque contra o reajuste.

O presidente afirmou que ele estava queimado com os servidores, população e servidores. Sebastião Neto atacou: “Quem queima, aqui, é você”, se referindo ao presidente como homossexual.

O caso ganhou manchete de jornais no País e o Ministério Público vai investigar e processar o vereador Sebastião Neto, que pode perder o mandato.

Fonte: Blog do Roberto Moreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.