STF autoriza medidas restritivas para quem não se vacinar contra Covid-19

Nesta quinta-feira, 17, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou aplicar medidas restritivas para quem se recusar a se vacinar contra a Covid-19. O STF ainda vai definir quais medidas restritivas serão aplicadas a quem não se imunizar. Para os ministros, a vacinação obrigatória não é vacinação “forçada”. Eles entenderam que medidas restritivas são necessárias porque a saúde coletiva não pode ser prejudicada por decisão individual. A maioria absoluta seguiu o entendimento do relator, ministro Ricardo Lewandowski, que votou a favor da aplicação de medidas restritivas contra quem se recusar a se vacinar, decorrentes de lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.