Sem licitação, Prefeitura de Ipueiras é acusada de tentativa de calote na compra de kit feijoada, ketchup, refrigerante e outros itens para o Hospital Municipal

Mais um assunto polêmico tomou conta do ambiente político e administrativo do município de Ipueiras nos últimos dias. Desta vez a Prefeitura de Ipueiras está sendo cobrada por meio de ação judicial movida pela empresa Aurimar Barroso ME, sediada em Nova Russas, por não pagamento de uma dívida no valor de R$ 148 mil, referente a aquisição de mercadorias recebidas pela Secretaria Municipal de Saúde, e destinadas ao Hospital e Maternidade Otacílio Mota.

A acusação de tentativa de calote chama ainda mais atenção pelo fato dos produtos serem comprados sem licitação e ter em sua lista produtos como kit feijoada, salsicha, ketchup, refrigerante, presunto, creme de leite e mussarela, dentre outros itens nada comuns para uso por pacientes internados em hospitais.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal, os vereadores de oposição cobraram explicações pela compra dos produtos. “Só queria que alguém me explicasse como é que se compra R$ 148 mil reais sem licitação e ainda envergonha o município sem querer honrar a dívida.”, quis saber o edil Dudu Mourão (PDT).

Recentemente, a população do município foi surpreendida com a revelação dos exorbitantes valores gastos em aluguel de carros de luxo pela prefeitura, que chegam a R$ 260 mil mensais, e pelo aumento de 260% no valor para contratação de empresa para limpeza urbana.

Fonte: O Regional

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *