Governo publica nove substituições de ministros que devem ser candidatos em outubro

O governo federal publicou nesta quinta-feira (31/03), no “Diário Oficial da União”, a substituição de nove ministros que serão candidatos nas eleições de outubro. As trocas serão anunciadas também em uma cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

A Lei de Inelegibilidades, de 1990, define que os ministros que desejam se candidatar precisam deixar os cargos até seis meses antes do primeiro turno – a ideia é evitar que eles usem os cargos para obter vantagem eleitoral. Em 2022, esse prazo termina no próximo sábado (2).

Confira, abaixo, quem sai dos ministérios e pode se candidatar nas eleições de outubro – e quem assume o comando das pastas:

INFRAESTRUTURA

  • Quem sai: Tarcísio de Freitas, pré-candidato ao governo de São Paulo;
  • Quem entra: Marcelo Sampaio, que era secretário-executivo do ministério.

CIDADANIA

  • Quem sai: João Roma, pré-candidato ao governo da Bahia. Volta à Câmara dos Deputados;
  • Quem entra: Ronaldo Vieira Bento, que chefiava a assessoria de Assuntos Estratégicos do ministério.

MULHER, FAMÍLIA E DIREITOS HUMANOS

  • Quem sai: Damares Alves, pré-candidata ao Senado ou a Câmara dos Deputados;
  • Quem entra: Cristiane Britto, que era secretária nacional de Políticas para as Mulheres.

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÕES

  • Quem sai: Marcos Pontes, pré-candidato a deputado federal por São Paulo.
  • Quem entra: Paulo Alvim, que era secretário de Inovação do ministério.

TRABALHO E PREVIDÊNCIA

  • Quem sai: Onyx Lorenzoni, pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul. Volta à Câmara dos Deputados;
  • Quem entra: José Carlos Oliveira, que presidia o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

SECRETARIA DE GOVERNO

  • Quem sai: Flávia Carolina Peres (Flávia Arruda), pré-candidata ao Senado no Distrito Federal. Volta à Câmara dos Deputados.
  • Quem entra: Célio Faria Junior, que era chefe do gabinete pessoal de Bolsonaro.

AGRICULTURA

  • Quem sai: Tereza Cristina, pré-candidata ao Senado no Mato Grosso do Sul. Volta à Câmara dos Deputados.
  • Quem entra: Marcos Montes, ex-deputado, que era secretário-executivo do ministério.

DESENVOLVIMENTO REGIONAL

  • Quem sai: Rogério Marinho, pré-candidato ao Senado no Rio Grande do Norte;
  • Quem entra: Daniel de Oliveira Duarte Ferreira, que era secretário-executivo da pasta.

TURISMO

  • Quem sai: Gilson Machado, pré-candidato ao Senado em Pernambuco;
  • Quem entra: Carlos Brito, que era diretor-presidente da Embratur.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.